empresa de desenvolvimento de software

Written by

Empresa de desenvolvimento de software: como contratar?

capptan news| Views: 1313

O papel de uma empresa de Desenvolvimento de Software nunca foi tão relevantes. Os aplicativos deixaram de ser supérfluos há muito tempo: hoje e cada vez mais eles são essenciais para as mais diversas tarefas do dia a dia: de acordo com um levantamento do App Annie, o brasileiro médio gasta cerca de 200 minutos (três horas) por dia em aplicativos.

Além disso, o número de smartphones é enorme: segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, o Brasil tem 234 milhões de celulares smartphones, o que significa mais de um celular ativo por habitante.

Esses dados acabam tendo implicações na economia nacional: o nosso país é considerado um dos principais mercados do setor, ficando apenas atrás da China, Índia e os Estados Unidos.

Muitas empresas brasileiras têm investido no ramo e procurado criar os próprios apps: o Brasil detém hoje a segunda colocação em desenvolvimento de aplicativos, segundo dados do Pew Research Center (Think tank americano que realiza medição de tendências pelo mundo).

Como nem todos tem a tecnologia como seu core business, a melhor opção é contratar uma empresa de desenvolvimento de aplicativos.

Todavia, o que são essas empresas exatamente e como contratá-las? Continue a leitura para saber mais.

O que é uma empresa de desenvolvimento de software?

Abreviação da palavra em inglês “application” ou “apps” são os aplicativos móveis: softwares que podem ser instalados em dispositivos eletrônicos, particularmente em celulares (mas também em tablets, smart tvs e outros).

Logo, uma empresa de desenvolvimento de aplicativos (também chamada “fábrica de aplicativos”) constrói esses softwares através de uma equipe especializada (programadores, desenvolvedores, analistas de dados, gerentes de produto, designers, entre outros).

Ou seja: elaboram todas as funcionalidades para que o app ofereça a melhor experiência de uso possível para a pessoa usuária.

Tipos de Aplicativo

App Nativo

São aqueles criados para funcionar em um sistema operacional específico, sendo os principais iOS e Android. Os apps nativos são desenvolvidos utilizando linguagens de programação específicas para cada sistema operacional (em geral, Swift para iOS e Java para Android).

Os apps nativos podem acessar os recursos disponíveis no dispositivo com mais facilidade, como, por exemplo: câmera, GPS, microfone e banco de imagens.

Qual sistema operacional escolher?

Afinal, qual sistema operacional escolher para o seu aplicativo? Quais as vantagens e desvantagens de cada um?

Quanto ao número de usuários, o sistema Android apresenta vantagem numérica. O próprio Google declarou em 2019 que 2,5 bilhões de pessoas utilizavam Android no mundo, contra 900 milhões de usuários de iOS no mesmo período.

Porém, embora o iOS tenha menor popularidade, o sistema apresenta maior lucratividade: 21,4 bilhões de dólares em 2020 contra 10,4 bilhões do Android no mesmo período, segundo pesquisa do site Business of Apps.

Já os aplicativos híbridos têm o benefício de operarem em iOS e Android.

App Híbrido

Os aplicativos híbridos são proramas que utilizam as mesmas linguagens utilizadas para criar sites (como Html, Javascript e CSS) mas que tentam sao hospedados em aplicativos tradicionais, sendo capazes de simular as interfaces dos sistemas Android, iOS e Windows.

Os aplicativos híbridos tem a vantagem da abrangência de público quase universal, pois podem ser publicados tanto na App Store quanto na Google Play.

Além das linguagens web, os apps híbridos podem ser criados pelo Flutter que é capaz de criar aplicativos tanto para Android quanto para iOS utilizando a mesma base de código.

Webapp

O WebApp não pode ser baixado das lojas dos sistemas operacionais, sendo bem diferente dos aplicativos nativos.

O WebApp consiste em um site desenvolvido para uso em dispositivos móveis, e se adapta ao sistema e navegador que o usuário preferir (Android e iOS, Safari, Google Chrome ou Firefox etc.).

Os WebApps se mostram uma vantagem para o empreendedor, pois demandam menos tempo e investimento em seu desenvolvimento, sendo mais acessíveis e ficando pronto mais rápido. Como ele não demanda que o usuário faça qualquer download, ele não compromete a memória do dispositivo do cliente em potencial.

PWA

Você pode não ter ouvido falar dos PWA ainda, mas certamente já deve ter utilizado algum deles, como o Twitter Lite e o Tinder, por exemplo, além de outros que se tornam progressivamente mais conhecidos e por boas razões.

Segundo dados do AppsFlyer, site especializado em análises de marketing de aplicativos, mais da metade dos aplicativos baixados em 2020 são desinstalados em 30 dias.

Sendo assim, os Progressive Web Apps (PWA) representam uma das maiores apostas de empresas como Google e Microsoft. Afinal, eles não precisam ser instalados nos dispositivos móveis: basta um simples acesso à URL.

Uma espécie de meio-termo entre os aplicativos para celular, sites comuns e WebApps (sites que se comportam como os aplicativos), os PWA combinam características e vantagens de todos esses.

Como os web apps e sites, os PWAs podem ser utilizados sem a necessidade de downloads. Além disso, possuem recursos semelhantes aos dos aplicativos mobile, como o envio de notificações e a geolocalização.

Critérios para escolher a empresa para desenvolver o seu aplicativo

1- Capacitação da Equipe

A qualidade de seu aplicativo é diretamente proporcional à qualidade dos profissionais que irão desenvolvê-lo. Portanto, faça uma checagem nas qualificações da equipe para se assegurar que seu aplicativo terá o melhor capital humano possível.

A Capptanpossui desenvolvedores certificados tanto pelo Google (Google Developer Experts) quanto pela Apple (Apple Developer), garantindo a qualidade nos aplicativos para Android e para iOS.

2- Monetização

Além de serem um grande canal de comunicação e uma fonte de soluções, os aplicativos podem gerar lucro. Uma boa empresa de desenvolvimento de apps deve criar uma estratégia de monetização adequada.

Anúncios, freemium (mistura de recursos gratuitos e pagos), assinatura, download pago, presença de publicidade e paywalls são recursos possíveis para monetizar os apps e gerar receita.

Uma desenvolvedora de app com experiência e conhecimento no setor poderá traçar a melhor estratégia de monetização para o negócio da sua empresa. São várias alternativas e, neste artigo, listamos 9 caminhos para gerar receita com o seu app.

3- Design

A identidade visual é decisiva. É importante que seja estéticamente interessante, mas, acima de tudo, amigável e funcional para o usuário.

A parceria com os times de UX (trabalhando na experiência do usuário) e UI (trabalhando na criação de interfaces funcionais) é essencial nesse quesito.

Portanto, selecione empresas que possuem bons profissionais de design.

4- Verifique os outros apps criados pela empresa

Conferir outros apps criados pela mesma empresa de aplicativos é uma boa forma de atestar a qualidade do serviço. 

Verifique se as demais criações do portfólio da fábrica têm boa usabilidade, design funcional e se foram consideradas eficientes pelo público-alvo. As notas e os comentários dos usuários na App Store (iOs) e Google Play (Android) são bons indicadores da qualidade do serviço oferecido.

A Capptan criou soluções digitais para clientes como Calvin Klein, RedeFlex e Restoque (Le Lis Blanc, John John, Dudalina e outras marcas). Confira aqui os nossos cases de sucesso.

Criar um app de qualidade é com a Capptan

A Capptan é uma fábrica de aplicativos com alto nível de qualidade de entrega.

Tendo mais de 8 anos de experiência e mais de 120 projetos de Apps entregues, a empresa é considerada pela Clutch como uma das três melhores desenvolvedoras de aplicativos da América Latina.

Entre em contato conosco e inicie a transformação digital da sua empresa.

Comments

comments